Dr. Arnaldo Rosenthal

Tels: (11) 3661-8182 / (11) 3661-9183
Av. Angélica, 2163 - conj. 103
CEP: 01227-200
Higienópolis - São Paulo - SP

Leite, Ovos, Amendoins, etc.
Dores, Queimação, etc.
Dores e Sangramentos
Dores, Náuseas, Vômitos
Sangramento, dores

Diarreia

Descrição: 

A diarreia consiste no aumento do número de evacuações (fezes não necessariamente líquidas) e/ou a presença de fezes amolecidas ou até líquidas nas evacuações. É crônica quando ocorre por um período maior que 3 a 4 semanas.

Sintomas: 

Muitas vezes nada se sente; apenas observa-se que as fezes eliminadas são diarreicas e que isso vem acontecendo há algumas semanas. Em muitos casos o doente e o médico não encontram diferenciação entre diarreia muito intensa, urgência defecatória - imediata necessidade de atender ao estímulo evacuatório - e incontinência anal, que é a perda involuntária de fezes.
Diminuição da fome, bem como medo de piorar por ingerir qualquer alimento, náuseas, vômitos, sede, câimbras, emagrecimento rápido, pele seca, unhas quebradiças, ardência e vermelhidão da língua, dor anal, dermatite perianal (assadura) e, ainda, fraqueza, desânimo e sonolência, são outras referências importantes de pacientes de diarreia crônica.

Exames e Diagnóstico: 

Além dos chamados exames gerais (hemograma, pesquisa fecal de parasitas, gorduras e glóbulos brancos), são necessários vários testes no sangue, na urina, e nas fezes.
Muitas vezes também é necessário um teste de Tolerância à Lactose (para detectar a capacidade de absorvermos o leite animal), exames por imagem - Raio X do Abdômen, Raio X contrastado do Intestino Delgado, Colonoscopia e Biopsia da mucosa do Intestino Delgado.